Fórum Nacional Eólico lança Comissão Executiva para discutir regulamentação do setor offshore

Já realidade em países da Europa e Ásia, fonte no Brasil esbarra em altos custos, na falta de regulação e no grande potencial em terra para se desenvolver. Assunto deverá ser debatido durante o X Fórum Nacional Eólico, que acontece na próxima semana em Natal.

A ausência de um marco regulatório e de estudos de sustentação técnica e econômica quanto a operação de geração eólica offshore – onde turbinas são instaladas no mar – é considerado um dos principais obstáculos para o destravamento deste novo ambiente e desta nova indústria no Brasil.

Considerando expectativa futura para a expansão do mercado brasileiro de energia eólica em alto mar, o Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE), criou a Comissão Executiva para a Promoção e a Regulamentação do Offshore Eólico Brasileiro, cujo objetivo é a colaboração ativa na elaboração de um marco regulatório e condução de uma política nacional de consolidação deste segmento ao longo dos próximos anos.

“Acho que o Brasil surpreenderá o mundo em termos de custos e preços no exterior em alguns anos”, afirma o Diretor-Presidente do CERNE, Jean-Paul Prates. “A energia eólica offshore no Brasil é inevitável. A questão é se seremos pegos de surpresa ou se vamos nos preparar para isso”, alerta o especialista.

Cerca de 27% dos 210 milhões de brasileiros vivem em cidades litorâneas e costeiras. “Isso significa que poderíamos gerar energia perto de lugares onde há mais demanda”, explica o Diretor Setorial de Energia Eólica do CERNE, Darlan Santos. “Nesse contexto, a Comissão Executiva convida instituições e empresas nacionais com a intenção de discutir e formatar as bases para regulamentação da eólica offshore para o Brasil”, afirma.

A Comissão Executiva será oficialmente instalada durante o X Fórum Nacional Eólico – Carta dos Ventos [+10], que este ano celebra uma década de consolidação da indústria eólica no Brasil. O evento será realizado de 25 a 27 de julho no auditório da Escola de Governo do Rio Grande do Norte, no Centro Administrativo, em Natal.

A programação subdivide-se em sessões executivas, com reuniões fechadas pelas manhãs com a presença de autoridades políticas, empresários e investidores que debaterão questões específicas relacionadas à indústria eólica.

No período da tarde, o evento abre suas portas ao público com palestras de interesse geral, apresentando novidades do setor para empreendedores, gestores públicos, acadêmicos e demais interessados. O evento tem como anfitrião o Governo do Estado do Rio Grande do Norte e realização do CERNE e Viex Américas.

A inscrições estão abertas e a programação completa​ pode ser encontrada no site: www.cartadosventos.com

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *