Enel investe US$ 40 milhões em expansão de parque eólico na Bahia

A Enel, por meio de sua subsidiária Enel Green Power Brasil Participações (EGPB), iniciou a construção da expansão do parque eólico Delfina, em operação na Bahia, com investimentos previstos de US$ 40 milhões. Com a expansão serão acrescidos 29,4 megawatts (MW) de capacidade instalada ao parque, atualmente de 180 MW.

“Por meio deste projeto, seguimos ampliando nossa presença no mercado brasileiro, que possui grande potencial, aproveitando a riqueza de recursos renováveis da Bahia “, afirmou, em nota, Antonio Scala, responsável da Enel Green Power na América do Sul.

Segundo a Enel, a expansão deverá entrar em operação em 2019, quatro anos antes do prazo estipulado em contrato. Entre o próximo ano e 2022, a energia gerada pela expansão será vendida no mercado livre. A partir de 2023, a usina eólica será apoiada por contratos de fornecimento de energia de 20 anos, que preveem a venda de volumes específicos da energia gerada pela usina para um pool de empresas de distribuição que operam no mercado regulado brasileiro.

No Brasil, o Grupo Enel, por meio de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, possui capacidade instalada total de renováveis de mais de 2,9 GW, dos quais 842 MW de energia eólica, 819 MW de energia solar fotovoltaica e 1.270 MW de energia hídrica. Além disso, a EGPB tem mais de 1 GW em execução no Brasil, conquistados nos leilões de 2017.

Fonte: Rodrigo Polito | Valor Econômico

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *