Fórum Nacional Eólico: Ceará e as perspectivas para o hidrogênio verde

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O Brasil pode ser um dos maiores produtores e exportadores de energia do mundo diante das potências naturais de estados como o Ceará, mas para isso é preciso regulamentar as políticas para o hidrogênio verde. A avaliação é do titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Estado (Sedet), Maia Júnior, que participou nesta quinta-feira (29) do 13º Fórum Nacional Eólico.

“Nós precisamos regulamentar as políticas de hidrogênio verde. O País pode ser um dos maiores produtores e exportadores de energia do mundo com o potencial que tem em seus diversos estados, e o Ceará encara essa oportunidade como algo transformador”, pontuou Maia Júnior durante o evento online.

Ele destacou que é preciso não só criar uma legislação para o setor, mas desenvolver regras para oferecer garantias aos grandes investidores do mundo que procuram o Brasil para a produção de hidrogênio.

O secretário arrematou que a cadeia do hidrogênio verde é rica para o setor químico e siderúrgico e possui potencial para geração de milhares de empregos. “Isso é uma cortina que se abre para um forte desenvolvimento econômico, uma cadeia nova para o País e que pode trazer uma independência econômica para os estados brasileiros”, acrescentou Maia.

Veja outros de nossos Posts!