Foto: CERNE/Divulgação

Eólicas: aspectos socioambientais e legislação são debatidos em Salvador

A cidade de Salvador, Bahia, sediou nesta segunda-feira, 05 de dezembro, o Seminário Socioambiental Eólico. O evento tem como proposta reunir empresários, órgãos ambientais, representantes governamentais e especialistas em torno de um debate para encontrar os caminhos da confluência dos interesses energéticos, ambientais, sociais, históricos e econômicos que envolvem o mercado eólico no Brasil.

Foto: CERNE /Divulgação

Foto: CERNE /Divulgação

O presidente do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) e do Sindicato das Empresas do Setor Energético do Rio Grande do Norte (SEERN), Jean-Paul Prates, participou do seminário como mediador da sessão executiva sobre pendências legislativas ambientais para o desenvolvimento do setor elétrico.

No período da tarde, foi debatido o contexto do cenário político e as discussões que permeiam a legislação dos órgãos ambientais brasileiros na esfera estadual e federal. A nova Lei Geral do Licenciamento Ambiental (Proposta MMA), PEC 65/2012 e PL 654/2015 e propostas de resoluções do CONAMA também foram discutidas, além das impressões e expectativas do setor produtivo, dos especialistas e órgãos ambientais envolvidos.

Foto; CERNE/Divulgação

Foto; CERNE/Divulgação

Participaram da sessão executiva representantes do Ministério de Minas e Energia, Agência Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco, Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), Promotoria de Justiça do Meio Ambiente da Bahia, Renova Energia e escritórios de advocacia especializados na área ambiental e de energia.

O seminário é uma realização da Viex Américas e conta com o apoio do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) e do Sindicato das Empresas do Setor Energético do Rio Grande do Norte (SEERN).

Fonte: CERNE Press

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *