CERNE e prefeito de Santana do Seridó discutem potencial energético do município

O Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) recebeu, na manhã desta segunda-feira (22), o prefeito do município de Santana do Seridó, Hudson Brito. Ele solicitou informações sobre o potencial energético eólico e solar do município. A reunião contou com a presença do Presidente do CERNE, Jean-Paul Prates, e o corpo técnico da entidade.

Presidente do CERNE, Jean-Paul Prates, e o prefeito de Santana do Seridó, Hudson Brito discutem possíveis áreas com potencial energético eólico ou solar. (Foto; CERNE Press)

Presidente do CERNE, Jean-Paul Prates, e o prefeito de Santana do Seridó, Hudson Brito discutem possíveis áreas com potencial energético eólico ou solar. (Foto; CERNE Press)

O Prefeito teve acesso às algumas informações contidas no banco de dados georreferenciado do CERNE, que mostrou um mapa da região onde a cidade está localizada e as possíveis áreas de potencial para instalação de torres eólicas e painéis fotovoltaicos.

“Com base nessas informações vamos partir para a análise, em conjunto com a prefeitura, as medidas práticas que podem ser tomadas para que o município ajude os proprietários de terras e empresas à desenvolverem projetos de geração de energia renovável em Santana do Seridó e municípios vizinhos”,  afirmou Prates.

Corpo técnico do CERNE apresenta dados georreferenciados da região onde está situado o município de Santana do Seridó. (Foto: CERNE Press)

Corpo técnico do CERNE apresenta dados georreferenciados da região onde está situado o município de Santana do Seridó. (Foto: CERNE Press)

Santana do Seridó 

O município está localizado na região do Seridó do Rio Grade do Norte. De acordo com estimativa do IBGE  no ano 2016, sua população é de 2.688 habitantes e a área territorial de 188 km². A cidade está situada a 304 metros de altitude e faz divisa com os municípios de Equador, Ouro Branco, Parelhas, São José do Sabugi.

Fonte: CERNE Press

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *