Ceará tem potencial de 80GW, aponta relatório

O Ceará pode virar um gigante na geração de energia eólica se conseguir aproveitar todo seu potencial. É o que indicam dados preliminares de um estudo inédito feito pela Vestas, empresa dinamarquesa considerada uma das maiores do mundo na produção de aerogeradores.

Conforme a análise, o Estado possui 80 GW de potencial eólico acumulado, em velocidades superiores a 7,0 m/s. No entanto, atualmente, apenas 3% desse total (2,6 GW) estão em operação ou contratados.A empresa dinamarquesa analisou recurso de vento através do software SiteHunt, desenvolvido pela própria empresa para fornecer uma visão geral dos recursos eólicos em um continente, país ou região específica.

“Os resultados obtidos para o Ceará são de grande relevância, demonstrando que o Estado possui condições excepcionais para a geração de energia eólica: ventos constantes, bem direcionados, com alto índice de aproveitamento e bem distribuídos na área geográfica”, afirmou a Vestas, em nota.

No começo do ano passado, a Vestas inaugurou sua primeira fábrica no Brasil, na cidade de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), para produzir a turbina V110 2.0/2.2 MW, eleita a melhor turbina do mundo em 2015 pela Windpower Monthly. Além disso, no primeiro trimestre deste ano de 2017, a Vestas inaugurou também seu primeiro centro de serviços no Brasil, localizado no Estado do Rio Grande do Norte.

A empresa fechou 2016 com 371 MW contratados em energia eólica no País, que é o 8º maior mercado da companhia em contratos firmes.

Recorde

Receita, rendimentos e fluxo de caixa livre da Vestas aumentaram no primeiro trimestre de 2017. A receita alcançou o valor recorde de 1,885 bilhões de euros, aumento de 29% ante 2016.

Fonte: Diário do Nordeste

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *