Brasil pode estar no clube dos 1GW, afirma presidente da Absolar